Planilha de Estudos Organizada

Planilha-de-Estudos-Senado-Federal-00

Aviso: este post será longo!

Se quiser apenas baixar a planilha e entendê-la por conta própria, favor ir ao final da página!

Finalizada a organização do nosso Ambiente Virtual de Estudos, o próximo passo – e talvez o mais importante – é fazer uma leitura atenta do edital do concurso e separar um tempo para organizar, em uma planilha de estudos, todos os assuntos referentes ao cargo que você irá estudar.

Um guerreiro jamais vai à guerra sem conhecer o inimigo. É no edital do concurso que encontramos tudo o que precisamos saber sobre nosso maior inimigo: a banca examinadora. Infelizmente, a maioria dos concurseiros não entende o quão importante é investir um ou dois dias na leitura e organização dos assuntos do edital. Muitos nem sabem o nome da banca que irá fazer o concurso, quanto mais organizar o edital. Se você nunca organizou um edital, não se preocupe – estou aqui para ajudá-lo nessa fascinante arte!

É a partir da leitura minuciosa do edital que saberemos a forma correta de estudar. Muita gente não se atenta para o fato de que alguns concursos possuem pesos distintos para cada disciplina, além de exigirem pontuação mínima. Isso sem falar na banca CESPE/UnB, que costuma anular um item correto para cada item que o candidato marcar contrário ao gabarito oficial.

Admito que já organizei muitos editais de concurso para colegas, amigos e familiares em início de “carreira” na preparação para concursos públicos. Foram tantos editais organizados de uns anos para cá que acabei aperfeiçoando a técnica e descobrindo o que de fato precisa haver em uma planilha de estudos. É claro que nunca existirá uma versão única e definitiva de planilha de estudos, de forma que agrade a todo o tipo de concurseiro. Sempre haverá espaço para melhorias. A evolução é constante.

Antes de apresentar a Planilha de Estudos Organizada para o cargo de Analista de Processo Legislativo do Senado Federal, quero pedir que deixe de lado – por um breve momento – seus conceitos sobre planilhas de estudos. Infelizmente, existem alguns sites que disponibilizam, e até vendem, planilhas que mais atrapalham do que ajudam. Por outro lado, é bom frisar que existem também sites sérios e honestos nesse meio. O desafio para o concurseiro iniciante é saber diferenciar um do outro.

A planilha que irei apresentar funciona para a maioria das pessoas interessadas em estudar de verdade. Não digo isso com base apenas na minha experiência, mas principalmente com base em concurseiros que a utilizaram. Eu poderia citar vários exemplos de pessoas que foram aprovadas com o uso dessa planilha, mas para ganhar tempo falarei apenas de um dos concurseiros mais profissionais que conheço: meu amigo Luiz Eduardo, o verdadeiro Gladiador dos Concursos. Considerado um dos maiores especialistas em aprovação para concursos da Justiça do Trabalho, possui em seu “cartel” as seguintes conquistas (vou até colocar uma trilha sonora para animar a entrada desse verdadeiro campeão):

  • Analista no MEC/2006;
  • Técnico no MPU/2007;
  • Técnico no TST/2008;
  • Analista no TRT-MG/2009;
  • Analista no TRT-MT/2009;
  • Analista no TRT-RJ/2011;
  • Analista no TST/2014 (3º Lugar).

Quanta aprovação! Minha cabeça quase enlouquece com tanta sigla de órgão. A impressão que tenho é que a pessoa troca de cargo como quem troca de roupa. Parece fácil, mas não é! Tive o privilégio de acompanhar de perto a trajetória do Gladiador e posso dizer que tudo isso é resultado de muita organização, planejamento, disciplina, dedicação e foco. Estou negociando o “passe” desse guerreiro para se juntar ao Projeto De Volta à Prancheta. Aguardem notícias.

De agora em diante, apresentarei a Planilha de Estudos organizada para o cargo de Analista de Processo Legislativo do Senado Federal. Como o edital do concurso para essa Casa Legislativa ainda não saiu, a planilha foi criada com base no edital do último concurso (dezembro de 2011), organizado pela Fundação Getúlio Vargas (FGV).

Elementos da Planilha de Estudos

A planilha está dividida em 10 planilhas (abas) do Excel:

  • Edital;
  • Horários e Bibliografia;
  • Português;
  • Inglês;
  • Raciocínio Lógico;
  • Conhecimentos Gerais;
  • Processo Legislativo;
  • Discursivas;
  • Desempenho;
  • Gráficos.

Planilha de Estudos – Edital

A planilha “Edital” contém todas as disciplinas com os respectivos itens do edital a serem estudados. Note que os itens não foram copiados de qualquer maneira. Eles foram organizados em elementos menores a fim de facilitar o nosso estudo. Veja um exemplo prático:

Planilha-de-Estudos-Senado-Federal-Edital

Breve descrição dos campos dessa planilha:

  • Remuneração: completar com o valor da remuneração do cargo do Senado Federal;
  • Vagas: quantidade de vagas disponibilizada para o cargo em questão;
  • Inscrições: data limite para se fazer a inscrição no certame;
  • Valor: valor da inscrição;
  • Organizadora: nome da banca organizadora do concurso;
  • Data Atual: campo autoexplicativo;
  • Prova: data da prova;
  • Faltam (dias): dias restantes até a prova (preenchido automaticamente);
  • Português: indica a quantidade de questões para essa disciplina;
  • RLQ / Atualidades: indica a quantidade de questões para essa disciplina;
  • Inglês: indica a quantidade de questões para essa disciplina;
  • Processo Legislativo: indica a quantidade de questões para essa disciplina;
  • Conhecimento: menu com as opções “Nenhum”, “Pouco”, “Suficiente” e “Pleno”;
  • Observações: campo para anotar observações, comentários, etc.

Esses campos não foram preenchidos, pois o edital para esse concurso ainda não foi lançado. Antes de prosseguirmos, permita-me fazer o seguinte “aparte”:

Você já parou para pensar no porquê de a maioria dos concurseiros desanimar durante a preparação para concursos?

O motivo é muito simples: o ser humano, de forma geral, tem muita dificuldade em se manter motivado. O que estou dizendo é que aquele negócio da tabelinha de horário de estudos do tipo “segunda-feira estudarei isto, terça-feira aquilo” simplesmente não funciona! O motivo, visto muitas vezes na prática, é simples: qual será a atitude natural de uma pessoa quando chegar sexta-feira e ela perceber que não cumpriu metade do “cronograma” previsto para a semana? Ficará motivada ou desmotivada?

Agora pense nisto:

Você sabia que a maioria dos blogs voltados para a área de concursos públicos tem como foco a motivação do concurseiro?

Isso se deve a vários fatores, mas principalmente porque o maior inimigo do concurseiro é a desmotivação. Ele normalmente está relativamente motivado, fez planejamento e até comprou materiais para concurso. O problema ocorre na hora que ele senta para estudar e percebe que não sabe realmente o que fazer. Se você se identificou com essa situação, então fique tranquilo. Estou aqui para motivá-lo, mas não com o uso de frases motivacionais e imagens de gatinhos fofinhos, como fazem por aí. Meu compromisso, desde sempre, é apresentar material que faça diferença em sua vida estudantil!

(Ah!!! Pensando bem, sabe que deu até vontade de pesquisar uns gatinhos fofinhos no Google! Olha o foco, Akilez! Foco!) 🙂

Voltando à prancheta…

Esqueça, por favor, planejamentos, cronogramas e “maracutaias” que mais atrapalham do que ajudam! A banca examinadora não está interessada em saber quantas horas você faz de academia ou se extraiu um dente e, por isso, ficou uma semana sem estudar. Ela só quer saber se você está ou não preparado para a prova! Qualquer outro tipo de informação, sem nenhum vínculo com o concurso público, não deve constar em planilhas de estudos! Repita comigo três vezes:

Na minha planilha de estudos só constará a quantidade de horas que estou disposto a investir diariamente em minha preparação para concursos públicos! Nada além disso!

(Não é para ficar calado, rapaz! É com você mesmo, ô caladão! Repete logo aí, deixa de bobeira! O quê? Não vai repetir e ainda vai me bater? Certo, certo… pode ficar caladinho mesmo amigão… #NãoEstáMaisAquiQuemFalou)

Besteiras à parte, é claro que não estou dizendo que você deve abandonar sua natação, dentista ou curso de tricô (agora você fica rindo, né caladão?). O que estou dizendo é que esses assuntos deverão ser anotados em qualquer lugar, exceto em planilhas de estudos.

“Que legal esse método, Akilez! Quer dizer, então, que o negócio é sair estudando feito um doido e sem nenhum planejamento? Opa, peraí… Eu já faço assim! Então não vou precisar mudar nada no meu método! Que legal!!!”

Não foi isso que eu tentei dizer, amigo(a) concurseiro(a).

De qualquer forma, e para que não haja dúvidas, irei resumir o que você deve fazer. Ao abrir esta planilha de estudos, favor preencher todos os campos “Conhecimento” da planilha “Edital” utilizando esta regra:

  • Marque como Nenhum caso você não saiba absolutamente nada sobre o assunto;
  • Marque como Pouco caso você tenha uma noção muito básica sobre o assunto;
  • Marque como Suficiente caso você tenha uma base moderada sobre o assunto;
  • Marque como Pleno caso você esteja dominando o assunto.

Essa parte da planilha será o seu planejamento, o qual dará início ao que chamo de “joguinho da planilha” (calma aí concurseiros do TCU, não estou falando do malicioso “jogo de planilha” da contabilidade). A regra desse joguinho é muito simples: estudar, aprender e pintar – utilizando a cor verde (Pleno) – o máximo possível de “quadradinhos” na planilha. Se não conseguir pintar todos de verde, tente pelo menos deixá-los como “Suficiente“. Viu como é simples?

O próximo passo é catalogar a bibliografia que será utilizada nos estudos.

Planilha de Estudos – Horários e Bibliografia

Planilha-de-Estudos-Senado-Federal-Horarios-E-Bibliografia

Criei essa planilha para facilitar a vida do concurseiro. A ideia é utilizar a planilha “Horários e Bibliografias” para definirmos dois elementos importantes: a quantidade de horas que estamos dispostos a estudar diariamente e qual será a bibliografia utilizada em nossos estudos.

Apresento, abaixo, a descrição dos principais campos dessa planilha:

  • Segunda-feira – Domingo: inserir a quantidade de horas que você investirá diariamente em seus estudos;
  • Código: cada bibliografia terá um código único, que servirá como identificador;
  • Autor & Título: nome do autor e/ou título do assunto;
  • Disciplina: nome da disciplina referente a essa bibliografia;
  • Tipo: tipo de material (vídeo aula, PDF, livros, etc.);
  • Organizadora: nome da banca organizadora do certame;
  • Numeração: quantidade total de páginas, artigos, arquivos de vídeo, etc.;
  • Localização: localização física ou virtual do material.

Essa parte não tem muito o que ser dito. É bem simples de entender.

Planilha de Estudos – Disciplinas

Planilha-de-Estudos-Senado-Federal-Lingua-Portuguesa

Cada uma das disciplinas do edital possui uma planilha específica para registro das respectivas atividades realizadas. Portanto, o que for descrito para uma disciplina valerá para as demais.

Descrição dos principais campos dessa planilha:

  • Botão pra cada mês do ano: clicando no botão “Dez“, por exemplo, o Excel irá automaticamente para a célula do dia 01/12/2016;
  • Hoje: ao clicar nesse link você será redirecionado para a célula correspondente ao dia de hoje;
  • Código: digite o código já cadastrado na planilha “Horários e Bibliografia” e o campo “Bibliografia” será automaticamente preenchido;
  • Bibliografia: campo de preenchimento automático contendo o nome da bibliografia cadastrada previamente;
  • Observações: campo para anotações diversas;
  • Atividade: tipo de estudo realizado;
  • Início: indica o número da página, do artigo, do vídeo, etc., pelo qual você começou seus estudos;
  • Fim: indica o número da página, do artigo, do vídeo, etc., em que você parou de estudar;
  • Total: indica o total de itens estudados;
  • Duração Parcial: indica o tempo utilizado no estudo de um determinado assunto;
  • Duração Total: tempo total estudado no dia.

Aqui vai uma observação importante: se você ainda não utiliza cronômetros em sua preparação, então não saberá quanto tempo está realmente investindo em seus estudos. Tenho, normalmente, observado que as pessoas que estudam sem o uso de cronômetro têm a falsa impressão de que estudam muito. Quando peço para mensurarem – de fato – a produtividade de seus estudos (com o uso de cronômetros) elas ficam bem assustadas: “Como assim só estudei 2h hoje? Achei que eu estudava 6h por dia! Esse relógio tá mentindo!“. Concurseiro de alto desempenho utiliza cronômetro, não deixe de utilizá-lo!

Planilha de Estudos – Desempenho

Planilha-de-Estudos-Senado-Federal-Desempenho

A planilha Desempenho é o local em que você poderá acompanhar seu desempenho. Ela é autoexplicativa e seus cálculos são feitos de forma automática:

  • SIM: meta cumprida;
  • NÃO: meta não cumprida.

Planilha de Estudos – Gráficos

Planilha-de-Estudos-Senado-Federal-Visao-Geral

Por fim, temos uma planilha de Gráficos, responsável por mostrar o progresso de nossos estudos.

Também não temos muito o que falar sobre ela. A única observação que quero fazer é quanto aos “Itens Estudados“. Essa parte funciona assim: a porcentagem de itens estudados depende da quantidade de itens marcados como “Suficiente” ou “Pleno” na planilha “Edital“. Lembra que o objetivo do nosso joguinho é deixar todos os itens das disciplinas na cor verde (Pleno) ou pelo menos na cor azul (Suficiente)?

Conclusão

É isso aí pessoal! Espero que essa Planilha de Estudos seja útil para quem está se preparando para o cargo de Analista de Processo Legislativo do Senado Federal. Para quem estiver seguindo nosso Padrão de Organização, recomendo colocar a planilha na pasta “C:\Concursos\Senado Federal”.

Caso existam muitas pessoas interessadas, poderei me animar e criar uma planilha parecida com essa para o cargo de Técnico Legislativo (Processo Legislativo) do Senado Federal. Vai depender da aceitação de vocês! Estou pensando também em talvez gravar um vídeo para mostrar na prática como a planilha funciona. Ainda estou apanhando dessa tecnologia de gravação de vídeo (aceito dicas e sugestões). 🙂

Utilizem, por favor, o campo de comentário abaixo para deixar sua mensagem, dúvida, sugestão, etc. Sua participação é muito importante! Se possível, ajude a divulgar este trabalho!

Bons estudos!

Download

Para baixar a planilha, favor inserir seu e-mail no campo abaixo e clicar no botão “Quero A Planilha“.